Dicas para ler e entender melhor a Bíblia

biblia-sagrada

Bíblia contém a completa, suficiente e final revelação da vontade de Deus para o homem e deve ser estudada cuidadosa e respeitosamente, afinal, “nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mateus 4:4). Por isso, elaboramos algumas dicas para melhorar o seu entendimento das Escrituras:

Escolha um lugar apropriado.

Leia a Bíblia em um local silencioso, onde você se sinta totalmente à vontade e livre de distrações.

Esteja disposto.

Não leia cansado, com sono ou pensando em outras coisas. Concentre-se na leitura!

Comece com uma oração.

Antes de iniciar sua leitura bíblica, faça uma oração sincera pedindo a Deus a sabedoria necessária para entender a Sua Palavra:

“Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida. Peça-a, porém, com fé, sem duvidar, pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, levada e agitada pelo vento. Não pense tal homem que receberá coisa alguma do Senhor; é alguém que tem mente dividida e é instável em tudo o que faz.” (Tiago 1:5-8, NVI)

Leia!

A palavra Bíblia deriva do grego bíblion, que significa “conjunto de livros”. Ao todo são 66 livros, sendo 39 do Antigo Testamento (Antiga Aliança) e 27 do Novo Testamento (Nova Aliança). Alguns livros são bem maiores que os outros, demandando quase uma semana para concluir a leitura (como Gênesis, Êxodo, Isaías, entre outros). Outros são tão curtos que podem ser lidos em poucos minutos (como Obadias, Jonas, Habacuque, Ageu, Filemon, 2 e 3 João, Judas, entre outros).

Muitas pessoas pensam que ler a Bíblia é um enorme desafio por ela ser muito grande. Algumas acabam desistindo no meio da leitura ou antes de sequer começá-la. Mas não adianta ler apenas um versículo ou dois. É preciso disciplina, paciência e dedicação! Por isso, reserve no mínimo uma hora por dia para ler uma porção considerável da Bíblia (você pode ler, por exemplo, por meia hora ao acordar e por mais meia hora antes de dormir). É necessário deixar a preguiça de lado e ler. Desse modo, você vai conseguir ler a Bíblia toda em cerca de quatro meses. No fim das contas, ela não é tão grande!

Considere o contexto.

Muitas pessoas abrem a Bíblia em uma página qualquer, leem o texto, não entendem nada e tentam simplesmente adivinhar o seu significado. Nunca faça isso! Texto fora de contexto é pretexto! Para entender a Bíblia, é preciso lê-la levando em conta o contexto de cada passagem. Então, não leia apenas alguns versículos aleatórios. Leia capítulos inteiros. Organize-se para ler uma sequência de capítulos por dia, até terminar de ler o livro em questão. Por exemplo: Se começar a ler Gênesis, que possui 50 capítulos, você pode ler os primeiros dez capítulos no primeiro dia, os dez seguintes no dia seguinte e assim por adiante. Desse modo, em menos de uma semana, você terminará a leitura desse livro conseguindo compreender o essencial de sua mensagem.

Quando estiver lendo, sempre se pergunte: Quem está falando a quem? Sobre o quê? Por quê? Onde e quando isso aconteceu? Essas questões, quando respondidas corretamente, ajudam muito a entender o texto.

Não desista quando encontrar um obstáculo.

Se você não conseguir compreender alguma coisa, não desanime. Não desista! Há muitos materiais que podem facilitar o seu entendimento:

Escolha para sua leitura uma versão da Bíblia que seja fidedigna à Palavra de Deus e use uma linguagem atual e fácil de entender (recomendamos a Nova Versão Internacional ou a King James Atualizada, que são ótimas versões). Se necessário, compare o texto com outras traduções da Bíblia. Não se esqueça de usar dicionários comuns ou bíblicos (com relação a dicionário bíblico, recomendamos o Dicionário Vine) caso não compreenda o significado de alguma palavra.

Comentários bíblicos também podem ser de grande valia (você pode encontrar breves comentários em uma Bíblia de estudo; recomendamos a Bíblia de Estudo NVI, que é maravilhosa e considerada por muitos teólogos ocidentais a mais completa e conceituada Bíblia de estudo do mundo). Se possível, adquira vários comentários bíblicos para poder comparará-los e ver qual está mais de acordo com a Palavra de Deus (inclusive, recomendamos o livro “Comentário Bíblico NVI: Antigo e Novo Testamento”, de F. F. Bruce). Mas tenha em mente que nenhum teólogo e comentarista bíblico é infalível. Homens erram, Deus não. Então, embora essa ferramenta possa ser muito útil, não confie nela cegamente. Avalie todo ensino e fique com o que é bom, com o que está de acordo com a Palavra de Deus (Atos 17:11; 1 Tessalonicenses 5:21).

Mas não se esqueça que a Bíblia é o seu próprio e melhor comentário. Então procure auxílio em outras passagens que tratem do mesmo assunto para entender melhor um texto. Muitos dos mais difíceis textos da Bíblia são esclarecidos por mais simples afirmações em relatos paralelos ou similares. Nessa tarefa, uma Chave Bíblica pode lhe ajudar muito a localizar várias passagens que usam a mesma palavra. Você pode utilizar este site: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/busca. Basta digitar uma palavra (ou mais) no campo de pesquisa para encontrar vários textos da Bíblia que usam aquela mesma palavra.

Atlas bíblicos também podem lhe ajudar a entender melhor a Bíblia, pois servem para ressaltar o rico significado do texto.

Em Atos dos Apóstolo 8:26-40, um eunuco estava lendo Isaías 53 e não estava conseguindo entender a respeito de quem o profeta Isaías estava falando. Então, o Espírito Santo mandou que Filipe fosse até o deserto onde o eunuco estava para explicar-lhe a passagem da Escritura. Do mesmo modo, o Espírito quer colocar pessoas no seu caminho para ajudá-lo a entender a Bíblia. Pode ser seu pastor ou um amigo que já é cristão há mais tempo que você. Dúvidas irão surgir. Por isso, não se acanhe e peça ajuda!

Pode ser muito útil o uso de um caderno para anotar as observações sobre o texto, as dúvidas que surgirem, etc. Leia e estude mais e busque ajuda para encontrar as respostas. Não fique estagnado com as dúvidas. Procure as respostas! Assim, o seu conhecimento aumentará.

Seja humilde e aceite o que a Bíblia diz.

“Portanto, livrem-se de toda impureza moral e da maldade que prevalece, e aceitem humildemente a palavra implantada em vocês, a qual é poderosa para salvá-los.” (Tiago 1:21)

A Palavra de Deus é capaz de te tornar sábio para a salvação, mediante a fé em Jesus Cristo (2 Timóteo 3:15), afinal, como disse o Senhor Jesus, as Escrituras testificam a respeito Dele guiando o seu leitor à vida eterna (João 5:39). Mas, para aceitar o que a Bíblia diz, é preciso se livrar “de toda impureza moral e da maldade que prevalece”. Para isso, peça perdão a Deus sinceramente pelos seus pecados:

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9; veja também Hebreus 12:1)

É preciso ter humildade para ler a Bíblia e deixar-se corrigir por Ela. O apóstolo Paulo disse:

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3:16-17)

Se a Bíblia é útil para o ensino, repreensão, correção e instrução na justiça, isso significa que muitas vezes você vai ler textos que lhe dirão o contrário daquilo que você pensa, provando que você está errado. Talvez esse erro seja de atitude: você pode estar praticando um ato pecaminoso. Se este for o caso, Deus está chamando-o ao arrependimento e conversão (Atos 17:30). Talvez esse erro seja doutrinário: Você pode estar crendo em uma heresia. Se este for o caso, você deve abandonar a doutrina errada na qual crê e depositar fé no que a Bíblia está dizendo.

Se você lê a Bíblia e nunca vê ela repreendendo-o, refutando-o e corrigindo-o, então você provavelmente está lendo a Bíblia de coração endurecido. Seja humilde e deixe o Espírito Santo lhe guiar (cf. Atos 7:51).

“Vocês se esqueceram da palavra de ânimo que ele lhes dirige como a filhos: ‘Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor, nem se magoe com a sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho’ [o autor está citando Provérbios 3:11-12]… Se vocês não são disciplinados, e a disciplina é para todos os filhos, então vocês não são filhos legítimos, mas sim ilegítimos… Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.” (Hebreus 12:5-6, 8, 11)

Pratique o que a Bíblia diz.

Jesus disse que quem ouve as Suas palavras e não as põe em prática é insensato (Mateus 7:26-27). Tiago disse que aqueles que ouvem a Palavra de Deus e não a praticam estão engando a si mesmos (Tiago 1:22-24). Por quê? Porque o Evangelho é prática diária. Jesus disse: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me” (Lucas 9:26). Paulo orientou os cristãos a viverem de maneira digna do Evangelho (Filipenses 1:27-28). Aqueles que ouvem a Palavra de Deus e não a praticam têm uma fé semelhante a dos demônios: eles creem que Deus existe, que Jesus é o Cristo, mas não lhe obedecem (Tiago 2:19). A fé obediente é indispensável para a salvação, pois Jesus, que é a Palavra de Deus em carne (João 1:1-3, 14; Apocalipse 19:11-16), “tornou-se a fonte de eterna salvação para todos os que lhe obedecem” (Hebreus 5:9).

Então, na medida em que você for conhecendo melhor a Palavra de Deus, não deixe de praticá-la! Se você faz algo que descobriu por meio das Escrituras que é errado, pare de fazer. Não seja rebelde, obedeça a Deus!

Mas tome cuidado quando encontrar um mandamento. Certifique-se de que ele faça parte da Nova Aliança (Novo Testamento), que se aplica nos dias de hoje e deve ser observada. Se ele fizer parte da Antiga Aliança de Deus com Israel no Antigo Testamento, não precisa cumprir, pois Jesus aboliu a Antiga Aliança (leia 2 Coríntios 3:7-18).

Não vá além do que a Bíblia diz.

Muitos erros podem ser evitados se você tiver cuidado de não falar presunçosamente quando Deus não falou. Os seguintes textos servem para lembrar do perigo de ir além do que está escrito na Bíblia ou acrescentar ou retirar algo da Palavra revelada:

“Cada palavra de Deus é comprovadamente pura; ele é um escudo para quem nele se refugia. Nada acrescente às palavras dele, do contrário, ele o repreenderá e mostrará que você é mentiroso.” (Provérbios 30:5-6)

“Irmãos, apliquei essas coisas a mim e a Apolo por amor a vocês, para que aprendam de nós o que significa: ‘Não ultrapassem o que está escrito’. Assim, ninguém se orgulhe a favor de um homem em detrimento de outro.” (1 Coríntios 4:6)

“Todo aquele que não permanece no ensino de Cristo, mas vai além dele, não tem Deus; quem permanece no ensino tem o Pai e também o Filho.” (2 João 1:9)

“Declaro a todos os que ouvem as palavras da profecia deste livro: se alguém lhe acrescentar algo, Deus lhe acrescentará as pragas descritas neste livro. Se alguém tirar alguma palavra deste livro de profecia, Deus tirará dele a sua parte na árvore da vida e na cidade santa, que são descritas neste livro.” (Apocalipse 22:18-19)

Preste atenção às profecias messiânicas!

A Bíblia foi escrita por aproximadamente 40 homens diferentes, de épocas e lugares diferentes (eles estavam inspirados pelo Espírito Santo – 2 Timóteo 3:16; 2 Pedro 1:21), e trata da mesma pessoa: Jesus Cristo. Toda a Bíblia é sobre Ele. Jesus não está presente somente no Novo Testamento; o Antigo Testamento está repleto de profecia sobre Ele (veja mais de 300 aqui: Mais de 300 profecias messiânicas cumpridas em Jesus Cristo).

O Antigo Testamento profetizava a vinda de Jesus, e o Novo Testamento anuncia a Sua chegada (leia: Profecias cumpridas, identificação de Jesus na História). Portanto, não deixe de ver Jesus ao longo de toda a Bíblia.

Jesus repreendeu alguns judeus de sua época que estudavam cuidadosamente as Escrituras mas não viam que elas testemunhavam a respeito Dele:

“Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito; contudo, vocês não querem vir a mim para terem vida.” (João 5:39-40)

Um bom estudo da Bíblia é aquele em que se vê Jesus em toda a Escritura!


Por fim, seja grato.

Certa vez, Jesus curou dez leprosos na divisa da Samaria e Galiléia, e apenas o estrangeiro samaritano voltou para agradecer e “Jesus perguntou: ‘Não foram purificados todos os dez? Onde estão os outros nove? Não se achou nenhum que voltasse e desse louvor a Deus, a não ser este estrangeiro?’ Então ele lhe disse: ‘Levante-se e vá; a sua fé o salvou’” (Lucas 17:17-19). Imite a fé desse samaritano e, depois que concluir suas leituras da Bíblia Sagrada, volte para agradecer e louvar a Deus pelo privilégio de ler e estudar a Sua Santa Palavra.

“A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho.” (Salmos 119:105)