Você pertence ao grupo da “ralé maldita” ou ao grupo dos seguidores cegos de guias cegos?

Bíblia

Seis meses antes de sua morte, Jesus estava em Jerusalém. A multidão sabia dos grandes sinais de Jesus e ouviu o ensinamento dele. Muitas pessoas haviam chegado à conclusão de que Jesus era o Cristo, o Messias anunciado pelas profecias do Antigo Testamento. Porém, os fariseus não suportaram a ideia de Jesus receber honra do povo e mandaram guardas para prendê-lo.

Os guardas ficaram tão admirados com as palavras de Jesus que não O prenderam. “Ninguém jamais falou da maneira como esse homem fala”, declararam os guardas aos fariseus (João 7:46, NVI). Os seus líderes, claro, ficaram irados e disseram: “Será que vocês também foram enganados?’, perguntaram os fariseus. ‘Por acaso alguém das autoridades ou dos fariseus creu nele? Não! Mas essa ralé que nada entende da lei é maldita’” (João 7:47-49).

Para esses líderes religiosos arrogantes, era incompreensível que as pessoas simples e comuns do povo enxergassem a verdade sem a direção deles. Se eles não reconheciam Jesus como o Messias era porque Jesus não era o Messias, pensavam eles. Em vez de examinarem as evidências, eles defendiam seus próprios preconceitos e suas doutrinas humanas. Mas Jesus disse deles: “Deixem-nos; eles são guias cegos. Se um cego conduzir outro cego, ambos cairão num buraco” (Mateus 15:14).

Hoje, muitos pastores e líderes religiosos agem como os fariseus: Desprezam os seus rebanhos, achando que as pessoas comuns são incapazes de compreender a verdade sozinhas. Eles valorizam suas posições de honra e seus cursos de teologia acima da palavra de Deus. Em vez de perguntar “O que é a verdade?”, eles preferem perguntar: “Quem falou isso?”; “Qual a formação teológica dessa pessoa?”; ou ainda “Quem te deu esta autoridade (cf. Mateus 21:23)?”. Para esses homens altivos e orgulhosos, sem o seu próprio selo de aprovação, a palavra de Deus não tem valor!

Mas a Palavra de Deus ensina que cada cristão deve analisar as Escrituras por si mesmo e ver se o que seus líderes ensinam é mesmo verdade: “Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo” (Atos 17:11). Isso porque mesmo as pessoas “simples” do povo são capazes, pela graça de Deus, de compreender a verdade.

Então, não se preocupe com a aprovação de homens que se exaltam na defesa de suas falsas doutrinas e tradições humanas. Jesus morreu por você e o julgará segundo a palavra revelada (João 12:48). Conheça e obedeça a palavra dele e você será salvo (Hebreus 5:8-9); não obedeça a palavra dos homens (Atos 5:29).