O nome de Jesus significa “porco” e “cavalo”?

jesus

Céticos afirmam que o nome de Jesus é pagão, e que usar o nome Jesus em vez de Yeshua (Jesus em hebraico) é errado. Eles afirmam:

“A palavra JE em latim significa TERRA, e a palavra SUS significa PORCO. Isto significa que JESUS ​​em latim se traduz em PORCO DE TERRA. Em grego, Jesus é Iesous, pronunciado ‘hey-soos’, e esse som pode ser encontrado nos escritos hebraicos. SOOS é uma palavra hebraica. Em hebraico significa ‘CAVALO’.”

A primeira alegação é: “A palavra JE em latim significa TERRA, e a palavra SUS significa PORCO. Isto significa que JESUS ​​em latim se traduz em PORCO DA TERRA.”

Em primeiro lugar, não há nenhuma palavra “Je” em latim (http://latin-dictionary.net/search/latin/je). Você não encontrará absolutamente nenhuma palavra relacionada com “terra” na língua latina que tenha a letra “J”, muito menos as letras “Je”, porque “terra” em latim é “terrae“.

Em segundo lugar, enquanto “sus” é apenas uma das palavra latinas para porco (outra é “porcum“), alegar que três letras de um nome ou palavra pode quebrar uma definição é uma prática extremamente pobre. Se fosse verdade, isso também significaria que qualquer outra palavra em latim contendo “sus” (mais de 650) também se aplicaria a um porco, como a palavra “aurosus“, que significa “contendo ouro”. Você pode ver que a definição não tem nada a ver com “porco” (http://latin-dictionary.net/search/latin/aurosus).

E, em terceiro lugar, o nome “Jesus” é a ortografia em português, não a ortografia em latim, que é “Iesus”. Isso torna a declaração dos céticos completamente sem fundamento e, evidentemente, incorreta.

A segunda alegação é: “Em grego, Jesus é Iesous, pronunciado ‘hey-soos’, e esse som pode ser encontrado nos escritos hebraicos. SOOS é uma palavra hebraica legítima. Em hebraico significa ‘CAVALO’.”

Os céticos apontam para o som (em grego) “soos” sendo semelhante à palavra soando como “soos” no hebraico, e implicam que eles são os mesmos. Mas esta má aplicação da linguística é incorreta. E, mesmo que “soos” possa ser encontrado no hebraico, toda a palavra “Iesous” não pode. Grego não é hebraico, e mesmo que esses dois idiomas possam ter sons em comum (como qualquer outra língua), eles não são idiomas que têm tudo em comum. Esta tentativa de conectar o nome “Jesus” a qualquer coisa pagã é uma afronta ao próprio Cristo.

Então, vamos olhar para o nome de “Yeshua” e determinar se é errado as pessoas usarem o nome Jesus para se referir a Cristo.

Yeshua é o nome hebraico e sua ortografia em português é “Josué”. Iesous é a transliteração grega do nome hebraico, e sua ortografia em português é “Jesus”. Assim, os nomes “Josué” e “Jesus” em português são essencialmente os mesmos; ambas são pronúncias em português dos nomes hebraico e grego, respectivamente, para o nosso Senhor.

Alterar o idioma de uma palavra não afeta o seu significado. Por exemplo, nós chamamos um conjunto de páginas de um ‘livro’. Em alemão, ele se torna um buch; em francês, um livre; em inglês, um book. O idioma muda, mas o objeto em si não. Como Shakespeare disse: “Aquilo que chamamos de rosa / Por qualquer outro nome teria cheiro tão doce” (Romeu e Julieta, II:I). Da mesma forma, podemos nos referir a Jesus como “Jesus” ou “Yeshua” sem mudar Sua natureza. Em qualquer idioma, Seu nome significa “O Senhor é Salvação”.

Alguns chegam a dizer que a letra “J” não estava na Bíblia e que, portanto, nunca deveria ser usada para se referir a Jesus. Mas não descartamos o uso da letra ao dizer ou escrever “Jerusalém”. Se uma pessoa fala e lê português, é aceitável que ele soletre coisas de uma forma portuguesa. De fato, não há um mandamento bíblico que proíba isso e devemos lembrar que foi Deus quem criou os idiomas (Gênesis 11:1-9).